Sucata

Ontem a arrumar a garagem dei com um caixote que continha lá dentro uma raridade.
Era nem mais nem menos um Apple Macintosh SE/30 do tempo da maria cachucha.
Não resisti e deixei a arrumação um cadito para trás e vai de instalar
ali em cima da bancada, ao lado do torno, esta grande máquina.
Uma caixinha, um power cord, um teclado (maior que a caixinha…) e um rato.
Ligar à corrente, carregar no Power… ET VOILÁ! Erro no disco. Não
arranca e fica aquela deliciosa diskete com ponto de interrugação a
piscar no famoso monitor integrado de 9 polegadas a preto e branco…
ok! e cinza!
Como estava na bancada de marcenaria, o martelo estava à mão!
Com apenas uma suave martelada o disco começou a dar os saudosos ratéres e o arranque foi imediato.
Estava, com os seus 12MB de RAM (fisicamente apenas 8, mas um qq
utilitário de RAM DOUBLER aquilo mostrava-me 12), a trabalhar na
perfeição e a processar os pedidos de maneira expedita. Ah ganda
máquina.
Ainda páram para lá uns programitas que fiz em Pascal, a
funcionar perfeitamente, um era a Gestão de uma Secretaria Escolar (muito à frente).
De
resto tinha para lá uns jogos porreiros e bués de documentos office,
para além de milhentos utilitários de sistema, ainda do tempo que era
técnico da Apple.

Acho que vai para o quarto da Vitória.

Saudades… de quando as coisas eram tão simples!

Esta entrada foi publicada em Computadores e a Internet. ligação permanente.

Uma resposta a Sucata

  1. Maria João diz:

    Nunca, mas nunca mostres isso a 1 pessoa q eu cá sei…;)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s