2011 com saúde e mais justo

Um bom ano.
Isto não é nada especial, também há-de ser um dia a seguir ao outro, como tem sido este. Mas pronto, podemos é ser melhores a cada dia que passa. Haja saúde!
E aqui vai uma sugestão para um 2011 mais justo, uma mensagem de email enviada por um tio meu:
“Instale os idosos nas prisões e os infractores em lares.

Assim, nossos idosos têm acesso a um chuveiro, passeios, medicamentos, exames odontológicos e médicos regulares.
Receber cadeiras de rodas, etc
Receber o dinheiro em vez de pagar o seu alojamento.
Teria direito a vídeo vigilância contínua, que permite imediatamente receber assistência depois de uma queda ou outra emergência.
Limpeza do quarto, pelo menos duas vezes por semana, roupas lavadas e passadas regularmente.
Um guarda visita a cada 20 minutos e podem receber refeições directamente no seu quarto.
Ter um lugar especial para atender a família.
Ter acesso a uma biblioteca, sala de ginástica, fisioterapia e espiritual, bem como a piscina e até mesmo ensino gratuito.
Pijamas, sapatos, chinelos e assistência jurídica gratuita, mediante pedido.
Quarto, casa de banho e segurança para todos, com um pátio de exercícios, rodeado por um belo jardim.
Cada idoso teria direito a um computador, rádio, televisão.
Teria um “conselho” para ouvir denúncias e, além disso, os guardas terão um código de conduta a ser respeitado!

Agora vem o pensamento:
Politicamente é correcto dar condições de existência a todos, mesmo aos reclusos.
Agora, o que não é admissível é a inversão dos valores em que se assiste à defesa dos mais fortes contra o desleixo dos que não se conseguem defender, como é o caso dos idosos e doentes.
Além do mais, é imoral que a sociedade se preocupe mais com aqueles que a não respeitam, que a atacam a cada dia e que a subvertem.
Que tal se sentem os que passaram uma vida a trabalhar para receberem umas migalhas em troca na sua velhice e sejam atacados directamente por aqueles a quem têm de sustentar???

A vida não é justa… mas não é necessário exagerar …”

E aqui vai uma sugestão para um 2011 mais justo, uma mensagem de email enviada por um tio meu:
“Instale os idosos nas prisões e os infractores em lares.

Assim, nossos idosos têm acesso a um chuveiro, passeios, medicamentos, exames odontológicos e médicos regulares.
Receber cadeiras de rodas, etc
Receber o dinheiro em vez de pagar o seu alojamento.
Teria direito a vídeo vigilância contínua, que permite imediatamente receber assistência depois de uma queda ou outra emergência.
Limpeza do quarto, pelo menos duas vezes por semana, roupas lavadas e passadas regularmente.
Um guarda visita a cada 20 minutos e podem receber refeições directamente no seu quarto.
Ter um lugar especial para atender a família.
Ter acesso a uma biblioteca, sala de ginástica, fisioterapia e espiritual, bem como a piscina e até mesmo ensino gratuito.
Pijamas, sapatos, chinelos e assistência jurídica gratuita, mediante pedido.
Quarto, casa de banho e segurança para todos, com um pátio de exercícios, rodeado por um belo jardim.
Cada idoso teria direito a um computador, rádio, televisão.
Teria um “conselho” para ouvir denúncias e, além disso, os guardas terão um código de conduta a ser respeitado!

Agora vem o pensamento:
Politicamente é correcto dar condições de existência a todos, mesmo aos reclusos.
Agora, o que não é admissível é a inversão dos valores em que se assiste à defesa dos mais fortes contra o desleixo dos que não se conseguem defender, como é o caso dos idosos e doentes.
Além do mais, é imoral que a sociedade se preocupe mais com aqueles que a não respeitam, que a atacam a cada dia e que a subvertem.
Que tal se sentem os que passaram uma vida a trabalhar para receberem umas migalhas em troca na sua velhice e sejam atacados directamente por aqueles a quem têm de sustentar???

A vida não é justa… mas não é necessário exagerar …”

Publicado em Sociedade e Saude | Publicar um comentário

Gravar como WWF

Mais uma interessante e pertinente acção da WWF, a conhecida organização internacional que atua nas áreas da conservação, investigação e recuperação ambiental: acabaram de criar um formato de documento digital que não pode ser impresso, e uma excelente campanha associada. E nada melhor como este novo formato ter exactamente o nome… WWF.

O intuito é reduzir a pressão sobre as florestas a nível global, através da redução do consumo de papel.

Isto não é novidade, claro. Porque já se podem criar os PDFs com a opção de impressão inactiva. Mas a questão aqui ultrapassa as questões técnicas e pretende divulgar e expandir, de um modo simples e eficaz, este novo formato de ficheiros.

Para ler este tipo de ficheiros não é preciso nenhum programa especial para além do Acrobat Reader, ou qualquer aplicação que já interprete ficheiros PDF. Mas para os produzir basta fazer o download da aplicação, para MAC ou Windows, que é, obviamente, gratuita, e pode ser obtida aqui: http://www.saveaswwf.com/en/. Com esta aplicação é adicionada uma nova opção, “SAVE AS WWF”, ao menu de impressão dos documentos, como alternativa à impressoras instaladas. Assim, simples!

Assim que houver a versão em Português, vou tentar implementá-la na instituição onde trabalho, onde quase toda a gente parece ter um tique qualquer com o botão de impressão… os processos actualmente estão todos desmaterializados, está tudo em formato digital, mas é impressionante constatar que tanta gente ainda precisa de imprimir tudo.

É preciso criar consciência nas pessoas. O uso do papel tem que ser reduzido, pois a maioria das vezes, o mesmo é desnecessário. Este novo formato é um excelente contributo para isso.

Publicado em Computadores e a Internet, Natureza, Sociedade e Saude | 1 Comentário

opencaching.com

Acabei de me registar no opencaching.com.opencaching.com

Opencaching é o novo site de geocaching da Garmin. Não há muito de novo.

Diz a Garmin, que o Geocaching (pronuncia-se: geo • cashing) é um jogo inventado por piratas. Não exactamente, mas estavam nesse caminho. Segundo conta a lenda, os aventureiros escondiam os seus tesouros e marcavam o local para o conseguirem encontrar mais tarde. O Geocaching funciona da mesma forma – mas a tecnologia permitiu levar esta actividade para um novo nível totalmente diferente.Tesouros escondidos, conhecidos como caches, foram escondidas em todo o mundo. As suas coordenadas foram enviados para o nosso site, juntamente com detalhes e pistas. Tudo o que precisa fazer é carregar esta informação para um dispositivo GPS compatível e partir à aventura para encontrá-los. Se você quiser levar algo da cache, certifique-se que deixa algo para a próxima pessoa encontrar.

Vou ali à Malveira tentar encontrar uma.



Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

parabéns Ozzy

Parabéns Ozzy. Saúde!

62

Publicado em Música | Publicar um comentário

Eis a novidade – Números!

Publicado em Geocaching | Publicar um comentário

qual será a surpresa?

http://geopt.org/

Publicado em Geocaching | Publicar um comentário

Olá, mundo! (outra vez)

Welcome to WordPress.com.

E pronto, aqui estamos no WordPress. Efectivamente uma plataforma decente para blogs.

Agora… no WindowsLive aquilo não era só um blog, era um Espaço, com fotos, caixinhas para isto e para aquilo. P’tantos, vou agora, devagarinho, tentar colocar aqui neste espaço o que me pareça pertinente e que estava no outro.

Obrigado pela visita.

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

na garagem

 
imagem enviada por um admirador secreto de Defenders…
Publicado em Land Rover | Publicar um comentário

geopt.org

Novo Site Geocaching em Portugal.
Publicado em Geocaching | Publicar um comentário

Frio em Portugal? Claro que não, temos o Algarve e tal…

Agora é notícia que Portugal poderá adoptar plano de contingência para o frio.
Ai sim? Mas então porquê? Então e aquela idílica ideia de que somos um país temperado?
Acho que isso sempre foi desculpa. Desculpa que tem que ver com o nosso típico facilitismo.
Não quero entrar numa de "luso-miserabilismo", como diz o meu amigo Ricardo, mas é efectivamente mais fácil enveredar por essa convicção do que fazer as coisas como deve de ser, do que fazer casas como deve de ser, com preocupações no sentido de as proteger do frio… ou do calor.

Não falando das casas velhas, nas aldeias perdidas no interior do pais, onde nunca houveram grandes condições financeiras para as fazer como mandam as regras, só há pouco tempo se começou a ter preocupações relativamente ao isolamento e aquecimento das casas. Epá, sai mais caro, o empreeiteiro é capaz de ganhar menos com isso, de modos que vai de tijolo de sete e umas pazadas de cimento meio armado, janelas de correr em alumínio (de preferência verdes), uma placa no telhado e siga!
Porra, o Inverno sempre foi rigoroso, tal como o Verão! Mas acho que a culpa foi do Salazar… também aqui estagnámos.
E depois há a preocupação de gastar dinheiro… vou lá agora comprar lenha, acender a lareira, ou gastar uma bilha de gás para acender este fantástico aquecedor. Nãã! Tapo-me aqui com este cobertor e espero que o frio passe.
Eu também contra mim falo, já que as preocupações de isolamento na minha casa recuperada foram um pouco descorados, mas foi sem querer, lá alguém me lembrou disso!!!?? Não fosse o aquecimento central e a lareira queria ver como é que era. E depois são os gastos em energia. Gastaria dois terços da energia se a casa tivesse bem isolada.
Mas pronto. Pelo menos acho bem que se avance agora com planos, para ver se as pessoas abrem os olhitos!

http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1496151

Publicado em Sociedade e Saude | Publicar um comentário